...

"(...)Temos de estar 100% atentos à todas as atitudes e decisões que tomamos em função do medo e não do amor. É só se distrair por um momento e lá vamos nós: fazendo escolhas baseados nos "e se's" de todos os nossos receios e fragilidades. A saída é: orar e vigiar. Voltar para o centro. Estar atento. Lembrar que estamos aqui graças ao amor, feitos de amor e que, como diz a canção-poesia, sem amor nós nada seríamos. Devagar e sempre. E para sempre. Amém.''

publicado por andresa às 15:44 | link do post | comentar