...

"porque o outro é o outro. o outro é um floquinho de neve banal, único e complexo. exatamente como todo o resto de nós." As vezes estar em outro país é bem bom, mas, às vezes, é como se você tivesse perdido seu lugarzinho no mundo, como se fosse um sem casa, sem terra, como se não fosse amigo do rei, "pq as aves que aqui gorjeiam, não gorjeiam como lá"

publicado por andresa às 20:18 | link do post | comentar