.

Pensei em deixar isso pra lá e te ligar no fim do dia (como eu sempre penso). Mas é que longe de você eu estou a salvo.


Não quero manter uma pasta com esses momentos todos armazenados, arquivados ou qualquer coisa do tipo. Não quero passar por nenhuma recaída.


 É bem verdade que eu corro os olhos por tudo isso sempre, pra encontrar você ou alguma pista do que eu me pergunto todos os dias. Por que ele me deixou ir embora?

O problema é que você nunca me enviou aquele tal e-mail. Nem me ligou nos meses seguintes.  Não notou a minha falta e nem revirou o meu lixo em busca das dezenas de folhas de papel amassadas. Nem desamassou algumas delas pra perceber que eu ensaiei uma despedida e só queria mesmo é que você me impedisse. 


publicado por andresa às 20:51 | link do post | comentar