Quarta-feira, 03.02.16

...

"eu tenho uma amargurinha em meu coração nesse momento."

Por não saber o que fazer, sabendo que farei de qualquer jeito, porque a vida não para pra você se ajeitar

publicado por andresa às 15:56 | link do post | comentar

...

"(...)Temos de estar 100% atentos à todas as atitudes e decisões que tomamos em função do medo e não do amor. É só se distrair por um momento e lá vamos nós: fazendo escolhas baseados nos "e se's" de todos os nossos receios e fragilidades. A saída é: orar e vigiar. Voltar para o centro. Estar atento. Lembrar que estamos aqui graças ao amor, feitos de amor e que, como diz a canção-poesia, sem amor nós nada seríamos. Devagar e sempre. E para sempre. Amém.''

publicado por andresa às 15:44 | link do post | comentar

...

“Todas as coisas que existem têm um propósito. Por exemplo… Esta pedra… Está aqui por alguma razão. (…) Não sei qual é a função desta pedra, mas ela serve para alguma coisa. Senão nada teria sentido. Nem mesmo as estrelas.” 

publicado por andresa às 15:42 | link do post | comentar

...

"A experiência não foi nada do que esperava, começando então uma reviravolta em sua visão sobre si própria e sobre a vida."

publicado por andresa às 15:41 | link do post | comentar
Segunda-feira, 05.10.15

.

Eu tenho uma crise existencial.

Que de vez enquando tira férias. E minha vida fica uma maravilha. Mas ela sempre volta, tirando o sossego, a razão, o motivo dos meus propósitos, das minhas ações, tirando o meu sentimento pelas pessoas. E eu fico bem perdida, sabe?

 "5 a 11 de Outubro de 2015

4 de Copas

O 4 de Copas é a carta do sentado à sombra da bananeira a ver a vida passar, com a agravante de estar envolto num… ligeiro mau-humor! É verdade? Está com a neura? Ou seja, está focado na dificuldade em vez de na solução?

Mesmo que esteja a passar por uma fase menos positiva, não é razão para se deixar cair na inércia e cravar os olhos no chão numa atitude derrotista, deixando de olhar para as várias oportunidades que se desenham à sua volta. As soluções que procura poderão estar mesmo à frente dos seus olhos, mas se continuar com esse tipo de atitude fatalista não as vai conseguir ver! Tem todo o direito de se querer recolher e entrar numa fase mais introspectiva. Se é isso que precisa, força. Mas não fique nessa clausura muito tempo, sim? Faz falta cá fora.

Outro alerta é: cuidado com a hipersensibilidade. Não leve tudo a peito! Não pense que é o único a sofrer, o único culpado, o único que não é amado, etc., etc., porque esses pensamentos são puramente destrutivos. Cuidado com os estados depressivos. Desperte! Abra os olhos e perceba tudo o que tem ao seu dispor e tudo o que poderá alcançar se fizer mais um esforço. Desistir nunca é opção. " Vera Xavier 

 

Vai ter horoscópo sim!!!  hahaha

 

publicado por andresa às 18:42 | link do post | comentar
Domingo, 13.09.15

Make it Straight, por uma brasileira.

Olá, ladies and gentlemen!

 

Estou aqui hoje para fugir um pouco do tema do blog e ajudar as pessoas assim como eu, não estão no Brasil, e tem cabelo enroladinho (cheio de cachinho na cachola) e que por falta de tempo, dinheiro ou mesmo pq gosta, alisa  o cabelo. Como não consegui achar reviews em português desse produto, e vi alguns reviews falando mal, venho dar a minha contribuição para quem está procurando um produto barato, e que funciona. 

 

Entonces, eu pesquisei bastante, achei alguns produtos de Keratina que prometem muita coisa, quase comprei, mas como o dinheiro é curto e o produto beirava os $200 dólares, deixei quieto, acabei me deparando com o Make it Straight, nova formulação, sem formal, esse aqui ô >

 

blog.jpe

Eu sai do Brasil em maio, última vez que fiz relaxamento (com tioglicolato) e progressiva, ou seja, 4 meses de raiz e sem passar nenhum outro produto alisante.

 

Medo 1: Compatibilidade

Todo mundo que faz química no cabelo sabe que passar um produto que não é compatível com outro é sinônimo de queda/quebra de cabelo, e como isso ja aconteceu comigo uma vez, gato escaldado tem medo de água fria.

 

Medo 2: Fazer o processo errado 

Como eu mesma teria que passar  o produto, tive medo de fazer tudo errado, mas li as informações direitinho e consegui fazer o processo que eu vou dar uma explicadinha já já :)

 

Bom, sobre a compatibilidade:  Eu passei e não aconteceu de meu cabelo esquentar ou quebrar, como acontece quando passamos um produto que não é compativél.

Sobre o processo: Na embalagem diz que o processo é lavar o cabelo com shampoo tira resíduos, passar o produto, esperar 20 minutos, secar e pranchar o cabelo, lavar o cabelo só com água até retirar todo o produto, passar condicionador e secar levemente, again.

Segui todos os passos, passei mais produto na raiz do que nas pontas pq já usei produtos que temos que seca-los com el e sei que o cabelo fica grosso e é uma vida, esperei o tempo, o produto não tem cheiro ruim, nem forte, sequei o cabelo e não foi tão difícil como eu imaginei, não saiu aquela fumaça da morte igual quando o produto contém formal, que faz nossos olhos doerem e a gente tossir, pranchei o cabelo, levei +ou- duas horas e meia no processo, quando lavei o cabelo passei uma máscara de coco que eu tenho, esperei uns 5 minutos e enxáguei, sequei levemente meu cabelo e não lavei por 4 dias (sim, eu sei, nada limpo), quando lavei meu cabelo percebi a grande amenizada que ele deu nos cachos, principalmente na parte da frente do cabeça, a parte de trás está um pouco cacheada, mas como fiz sozinha, acredito que não sequei nem pranchei direito essa parte, hoje, depois de uma semana do processo e 3 lavagens do cabelo, e uma hidratação, meu cabelo está macio, brilhoso e liso/ondulado.

 

Eu recomendo o Make it Straight por seu uma opção barata (paguei em torno de $13 dólares), fácil de aplicar e com um resultado satisfatório :)

 

É isso gente, espero que isso possa ajudar alguém com as mesmas dúvidas que eu tive, um beijão e até mais!

 

 

 

publicado por andresa às 17:55 | link do post | comentar
Sábado, 29.08.15

...

"porque o outro é o outro. o outro é um floquinho de neve banal, único e complexo. exatamente como todo o resto de nós." As vezes estar em outro país é bem bom, mas, às vezes, é como se você tivesse perdido seu lugarzinho no mundo, como se fosse um sem casa, sem terra, como se não fosse amigo do rei, "pq as aves que aqui gorjeiam, não gorjeiam como lá"

publicado por andresa às 20:18 | link do post | comentar
Segunda-feira, 27.07.15

this is your life and it’s ending one minute at a time.

Do outro continente o sol também bate forte, as montanhas tem cara do Rio de Janeiro, o céu também é azul como na janela de casa, as pessoas tem dores e amores, e é tudo tão normal que as vezes penso que já vivi isso, ou que há poucas coisas no mundo que me surpreendem, é vdd que se esquece um pouco o português, não é graça de quem mora fora, a gente sempre quer lembrar a tradução, vc sabe o que é, mas nunca sabe a palavra certa em português . E não sei se sou eu, o arranjo planetário ou a experiência do intercâmbio, mas tudo que eu planejo pra minha volta ao Brasil parece faltando um pedaço, não é nada daqui, não quero ficar, é só como se o mundo tivesse tantas coisa interessantes, e eu quero ver mais, eu quero sentir mais, meu apetite de conhecimento ganhou uma boca tão grande que come tudo o que vê, e a fome não está nem perto do fim, ainda bem que o intercâmbio também não

publicado por andresa às 22:02 | link do post | comentar
Quinta-feira, 09.07.15

...

"Eu adoraria poder viver e ser feliz em meu próprio país, mas conquistei fora tudo aquilo que jamais conseguiria em minha própria terra, onde o básico se tornou um luxo, e o luxo, uma obrigação. Saber que você vale mais do que o carro que dirige ou do que a roupa que veste é inestimável. Dignidade não tem nada a ver com quanto você tem no banco, mas com como você é tratado diariamente pelas demais pessoas, pelos serviços públicos, pelas empresas. Não é querer muito ter seus direitos respeitados. A princípio, emigrar pode parecer um baita ato de coragem. Hoje penso que não é nada disso. Emigrar é um ato de desespero. A decisão acontece naquele instante em que você não vê mais uma luz no fim do túnel, quando um destino longínquo, num lugar em que você não conhece ninguém, não tem família nem amigos, parece ser a única alternativa possível para autorrealização. Às vezes, partir é a única solução. Às vezes, a maior coragem de todas é ficar. " Henry Alfred Bugalho

publicado por andresa às 03:15 | link do post | comentar

Lulis

Olha Lu, ontem eu estava pensando em todas as minhas amigas, e como eu gosto delate você veio na minha cabeça, e tudo noque você já fez por mim, e as pessoas poderiam perguntar: Mas o que ela já fez por você? Bom, ela foi minha amiga, me ofereceu ombtos e abraços amigos quando eu mais precisei, fez por mim o que muitos consanguíneos não fizeram, em vez de escolher desculpas, escolheu a forma mais bonita de me estender a mão, estando junto, apoiando e dizendo que ia dar certo :) Lu, só tenho agradecer a Deus e a você por me proporcionar tamanha riqueza em amizade!! :)) Obrigada por abrir os braços e o coração pra mim!!! Minha homenagem para: Lulis, luliza, Luiza, Lu, Luluzinha, uma amiga e tanto <3 :)

publicado por andresa às 01:06 | link do post | comentar
Eu amo, eu leio (: